Cannabis medicinal: como a maconha ajuda no tratamento de doenças

O uso médico do canabidiol pode ser indicado para o controle da epilepsia e tratamento da ansiedade, além de servir como medicamento anti-inflamatório, antiasmático e para propriedades antitumorais.

28/06/2022- 16:42
Botão do WhatsApp

Conheça quais doenças podem ser tratadas com Cannabis medicinal

A Cannabis pode auxiliar no tratamento de doenças como autismo, câncer, esclerose múltipla, parkinson, alzheimer, além de doenças mentais como ansiedade e depressão.

O uso de substâncias extraídas da maconha está ajudando no tratamento de diversas doenças no mundo todo. Neste artigo você vai conhecer como a maconha auxilia o tratamento de doenças como o câncer e o Alzheimer. Além disso, outras doenças neurológicas e degenerativas podem ser amenizadas com o uso da Cannabis medicinal. Para descobrir como isso acontece e conhecer as doenças tratadas com maconha, continue lendo este conteúdo.

O que é Cannabis medicinal?

A Cannabis medicinal é basicamente o uso da maconha para fins terapêuticos, tratamentos de doenças e alívio de sintomas. Dessa forma, a partir da planta Cannabis Sativa, é possível extrair um composto chamado Canabidiol (CBD), que possui propriedades que afetam nosso sistema nervoso e imunológico. Por isso, é possível utilizar essa substância para auxiliar no tratamento de diversas doenças como esclerose múltipla, parkinson, alzheimer, câncer, ansiedade, depressão e insônia.

O uso da maconha por si só não é um remédio medicinal, contudo dentre suas substâncias é possível extrair componentes que são usados para fins medicinais.

Doenças que podem ser tratadas com Cannabis medicinal

A Cannabis é um gênero de plantas que têm três variedades. Dentre elas está a Cannabis sativa, da onde é extraído o Canabidiol (CBD) que é a uma substância com alto potencial terapêutico. Sendo assim, com a substância extraída da maconha é possível aliviar sintomas de doenças agressivas, além de fazer o tratamento de inúmeras doenças como:

  • Alzheimer
  • Autismo
  • Ansiedade
  • Câncer
  • Convulsões
  • Depressão
  • Distúrbios do sono
  • Dores crônicas
  • Epilepsia
  • Esclerose múltipla
  • Espasticidade
  • Insônia
  • Parkinson

Como a Cannabis ajuda nas doenças?

O nosso sistema nervoso central tem receptores canabinóides, a maioria está localizada no cérebro e no sistema imunológico. Assim, quando o Canabidiol entra em contato com o nosso sistema, ele é reconhecido pelos receptores e tem efeitos sobre a coordenação motora, os nervos, músculos, todo o corpo humano.

Assim, os médicos conseguem utilizar o Canabidiol em tratamentos medicinais para tratar dores crônicas e principalmente doenças ligadas ao sistema nervoso e neurológico. Existem várias formas de se utilizar o CBD, óleo, spray nasal, comprimido, desde que tenha avaliação médica.

A avaliação médica é imprescindível pois ele irá avaliar o caso e definir a proporção de CBD de acordo com a necessidade de cada pessoa. Além disso, o uso desmoderado sem acompanhamento pode gerar dependência. Vale ressaltar que, pela Resolução RDC Nº 3 de 2015, a Anvisa passou a considerar o CBD como substância medicinal, dessa forma todos os médicos são autorizados a receitar o uso do Canabidiol.

Propriedades da maconha

Quando a substância do CBD entra no organismo humano ela promove um equilíbrio hormonal e auxilia no tratamento de várias doenças. Suas propriedades terapêuticas são inúmeras, e se usada corretamente, pode trazer inúmeros benefícios. Dentre as propriedades terapêuticas, o CBD tem ação:

  • Anti-cancerígena;
  • Anti-inflamatória;
  • Analgésica;
  • Antibacteriana;
  • Relaxante;
  • Sonífera;
  • Neuroprotetora;
  • Protetora do sistema imunológico.

Cannabis e câncer

O tratamento do câncer (quimioterapia) é muito agressivo e gera muitos efeitos colaterais fortes como dores no corpo, náuseas e enjôo, depressão, entre outros. Estudos comprovam que o uso de Canabidiol é capaz de combater as dores, náuseas, além de ajudar em questões psíquicas como ansiedade e depressão.

Além disso, estudos recentes do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA afirmam que os canabinóides podem inclusive matar células cancerígenas. Sendo assim, o CBD alivia os sintomas do tratamento do câncer enquanto age combatendo as células cancerígenas.

Cannabis e parkinson

A doença de Parkinson é uma perda dos neurônios responsáveis pela produção de neurotransmissores que comandam o sistema nervoso. Por isso os pacientes perdem o controle motor, têm tremores e rigidez nos músculos. Sendo assim, como o canabidiol tem propriedades terapêuticas que agem no sistema nervoso, ela ajuda a relaxar os nervos e amenizar os tremores e a rigidez causados pela doença.

Ademais, estudos comprovam que substâncias da Cannabis se mostraram eficientes na recuperação parcial dos neurônios perdidos pela doença.

Cannabis e Alzheimer

O Alzheimer é uma doença neurodegenerativa que ocasiona a morte dos neurônios e compromete a função neurológica do paciente, além de gerar perda de memória e fortes dores. Entretanto, a Cannabis medicinal se mostra muito eficiente pois estimula a neurogênese e alivia dores. Portanto, a Cannabis alivia os sintomas da doença e ao mesmo tempo trabalha na retardação da doença.

Resumo

Por fim, é importante ressaltar que a prescrição médica é essencial para o uso de Cannabis medicinal. Além disso, todos os médicos têm autorização para prescrever o uso da substância, e você como paciente tem todo o direito de pedir. O uso da maconha ajuda no tratamento de doenças como câncer e Alzheimer, entre outras centenas de doenças.

Você gostou deste conteúdo? Considere compartilhá-lo em suas redes sociais!

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>